• Visitantes do Site

    contador de visitas
    VISITANTES
  • VEREADORA NO EVENTO DO ROYALTIES

    Clique na Imagem para abrir!
  • SOS REGIÃO SERRANA

  • MINHA BANDEIRA


    O povo me elegeu e por ele eu luto e lutarei!
  • CONTRA A EMENDA IBSEN


  • O PODER DA MULHER QUE ORA

  • TWITTER

  • ARQUIVOS:

  • DOE SANGUE


  • DENUNCIE


  • VILMA DOS SANTOS NA INTERNET

  • VÍDEO 01

  • VÍDEO 02

  • VÍDEO 03

  • VÍDEO 04

Professores da rede estadual em greve passam a madrugada acampados em frente à Secretaria estadual de Educação

RIO – Os professores em greve da rede estadual do Rio passaram a madrugada acampada em frente à sede da Secretaria estadual de Educação, na Rua da Ajuda, no Centro. De acordo com os manifestantes, o acampamento permanecerá montado até a próxima quinta-feira, quando os líderes do movimento se reunirão com secretários do governo para tentaram achar uma solução para o impasse.

Segundo a coordenadora geral do Sindicato Estadual dos Profissionais e Educação do Rio de Janeiro (Sepe), Vera Nepomuceno, os professores esperam ter o mesmo apoio da população que os bombeiros tiveram. Os grevistas reivindicam um aumento de 26% para professores e funcionários, incorporação imediata da gratificação do programa Nova Escola, descongelamento do plano de carreira dos funcionários e o direito de realizar eleições para diretores nas escolas.

 – Os professores recebem R$ 765,66 e são descontados em 11%. E o salário dos funcionários com os descontos é de R$ 434. De janeiro até junho deste ano 3 mil professores já largaram a rede estadual. Temos que trabalhar todos os dias em três turnos para termos um salário razoável – disse Vera.

Para esta quarta-feira, os manifestantes programam diversas atividades em frente à sede da Secretaria estadual de Educação. Logo pela manhã haverá um café da manhã, depois os professores darão aulas ao ar livre sobre o coronelismo, que segundo Vera Nepomuceno, ainda acontece no Rio de Janeiro. Também haverá uma “arraia” satírico com uma fogueira onde os professores pretendem queimar todas as irregularidades do governo.

Na próxima sexta-feira a classe se reunirá em uma assembléia para discutirem a proposta apresentada pelo governo, na quinta-feira. O objetivo será saber se irão persistir na greve, que nesta quarta-feira completa 36 dias, ou se vai interrompê-la.

 Fonte Retirada do Site O Globo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: