• Visitantes do Site

    contador de visitas
    VISITANTES
  • VEREADORA NO EVENTO DO ROYALTIES

    Clique na Imagem para abrir!
  • SOS REGIÃO SERRANA

  • MINHA BANDEIRA


    O povo me elegeu e por ele eu luto e lutarei!
  • CONTRA A EMENDA IBSEN


  • O PODER DA MULHER QUE ORA

  • TWITTER

  • ARQUIVOS:

  • DOE SANGUE


  • DENUNCIE


  • VILMA DOS SANTOS NA INTERNET

  • VÍDEO 01

  • VÍDEO 02

  • VÍDEO 03

  • VÍDEO 04

Angra terá obras emergenciais para prevenção de enchentes

Após constantes alagamentos e reclamações de moradores dos bairros Parque Mambucaba (Perequê) e Mambucaba, em Angra dos Reis, a prefeitura dará inicio no próximo mês às obras emergenciais que tentarão amenizar o problema das comunidades. A princípio, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente fará a retirada de materiais fragmentados dos rios Perequê-Açu e Mambucaba.

 – Iremos fazer uma ação paliativa com a retirada do lixo nos rios, a limpeza de bueiros nas comunidades e a retirada dos bolsões de areia ao longo dos rios, dentre outras atividades. Isso ocorrerá antes da conclusão do estudo sobre as bacias hidrográficas daquela região e iniciarmos a dragagem dos rios, dentre outras medidas que faremos para acabar de vez com os alagamentos nesses bairros – explicou o secretário de Meio Ambiente de Angra dos Reis.

O mês passado, os constantes alagamentos e inundações causadas pelas fortes chuvas foram debatidos em uma sessão especial da Câmara de Vereadores. Além de moradores, representantes da prefeitura e de órgãos de vigilância ambiental como o IBAMA (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais) e o Inea (Instituto Estadual do Ambiente) discutiram o problema no intuito de buscar soluções.

Termo de Compromisso

Após a sessão especial da Câmara, representantes da prefeitura, do IBAMA e do Inea se reuniram para assinar um Termo de Compromisso referente ao Parque Mambucaba, com o objetivo de minimizar o problema dos alagamentos da região através de algumas medidas emergenciais.

 – Trata-se de algumas ações preliminares para evitarmos que pequenas chuvas provoquem inundações no local, tanto que com esse termo estamos acelerando alguns processos – disse Marco Aurélio.

 A Secretaria de Meio Ambiente espera ainda que o termo contribua para acelerar os estudos dos impactos ambientais relacionados às obras, já que o Relatório de Impacto Ambiental (Rima) é fundamental para a realização dos serviços e a recomposição da mata ciliar. Para o órgão, o desmatamento e as construções irregulares também são alguns dos fatores que contribuem para os alagamentos no local.

Sabemos das grandes dificuldades e problemas que os moradores destas comunidades encontram nos períodos de chuvas e o seu alagamento é inevitável. Estas obras emergenciais que irão ocorrer nos bairros são de extrema importância, pois minimizará os problemas de alagamento que tanto afetam os moradores. Esta não é obviamente a solução que irá por um fim na situação dos alagamentos, mas não podemos deixar de destacar que esta iniciativa irá reduzir os transtornos para o bairro. Ressalvo a todos os moradores o meu comprometimento de que estarei acompanhando todos os processos juntamente com o Executivo Municipal para termos um fim nos problemas de alagamento nessas comunidades.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: