• Visitantes do Site

    contador de visitas
    VISITANTES
  • VEREADORA NO EVENTO DO ROYALTIES

    Clique na Imagem para abrir!
  • SOS REGIÃO SERRANA

  • MINHA BANDEIRA


    O povo me elegeu e por ele eu luto e lutarei!
  • CONTRA A EMENDA IBSEN


  • O PODER DA MULHER QUE ORA

  • TWITTER

  • ARQUIVOS:

  • DOE SANGUE


  • DENUNCIE


  • VILMA DOS SANTOS NA INTERNET

  • VÍDEO 01

  • VÍDEO 02

  • VÍDEO 03

  • VÍDEO 04

Casos de dengue caem 85% em Angra

O município de Angra dos Reis está com saldo positivo nos números da dengue. Em comparação com os dois primeiros meses do ano passado, 2012 apresentou números positivos relacionados ao combate à dengue, em notificações e casos confirmados da doença. Houve uma queda de 66 % nos casos em todo o país, segundo o Ministério da Saúde. E em Angra dos Reis teve uma redução de 82% dos casos.

Os fatores que motivaram a diminuição de notificações e casos da dengue na cidade foram o índice pluviométrico (chuva) baixo; intensificação do fumacê, com duas motofogs para atingir áreas estreitas; metodologias voltadas  para o combate simultâneo de todas as áreas de atuação e fases do vetor.

Segundo a coordenadora de fatores biológicos da Fusar, Michele Máximo, em janeiro de 2011 foram 123 notificações, contra 91 neste ano, no mesmo mês. Em fevereiro do ano passado foram 499, sendo que no mesmo mês, em 2012, a redução foi ainda mais surpreendente, chegando a apenas 82 notificações. Os casos confirmados da doença em janeiro de 2011 chegaram a 37, e em fevereiro do mesmo ano, 199. Em janeiro de 2012 foram contabilizados oficialmente apenas dois casos no município, e em fevereiro os números se repetiram.

As ações desenvolvidas pela equipe são, principalmente, a visita domiciliar, onde cada imóvel do município é visitado, inspecionado e tratado no mínimo uma vez a cada ciclo epidemiológico (dois meses). Também são realizadas a vedação de caixas d’água, o recolhimento de pneus inservíveis,  e a instalações de 800 armadilhas em áreas com o índice alto e monitorada.

– Hoje a nossa preocupação está voltada especialmente para o descarte incorreto de lixo nas ruas e em terrenos baldios. A população tem que se conscientizar que qualquer recipiente ou poça de água é local para o desenvolvimento do vetor. Jogar lixo fora dos horários da coleta também é um ato que pode gerar criadouro do mosquito. Temos que evitar produzir esses abrigos para a dengue e outros vetores – disse Michele Máximo.

 Graças a Deus por este saldo positivo em nossa cidade, isso mostra o resultado do trabalho dos agentes de endemias, que estão todos os dias nas residências. Após a votação unânime dos vereadores na sessão ordinária do dia 16 de fevereiro, eles receberam o poder de multar as residências onde se encontravam os focos da dengue.

Quero aqui parabenizar a participação da população angrense nesta luta contra a dengue e outras endemias, que tem colaborado evitando que os focos do mosquito se reproduzam. Assim estaremos cuidando melhor da nossa cidade, evitando que os números de casos de dengue aumentem.-Vereadora Vilma dos Santos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: